Fundação Renova

BATE-PAPO: A EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DE UDs NO TERRITÓRIO ATINGIDO


Sobre o bate-papo

Propriedades rurais atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão, localizadas entre Mariana e a Usina Hidrelétrica Risoleta Neves (Candonga), no município de Rio Doce (MG), estão tendo a oportunidade de se transformar em unidades produtivas com manejo sustentável. Com o engajamento e a conscientização das famílias, a frente de Uso Sustentável da Terra (UST) da Fundação Renova vem desenvolvendo ações em 235 propriedades para garantir a retomada de suas atividades a partir de práticas de conservação ambiental.  

Uma dessas ações é a implantação de 25 Unidades Demonstrativas (UDs) de produção sustentável em 21 propriedades atingidas. Fruto de uma parceria entre Fundação Renova,  WRI Brasil, Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF) e Fazenda Ecológica, o projeto “Renovando Paisagens” está dividido em três modelos de produção: Silvicultura de Espécies Nativas, Manejo de Pastagem Ecológica e Sistemas Agroflorestais (SAFs). 

O projeto é coordenado pelo engenheiro florestal e especialista em Silvicultura do WRI Brasil. do WRI Brasil, Claudio Pontes, que também gerencia as ações de silvicultura de espécies nativas com finalidade econômica. Com cultivo de plantas arbóreas para fins comerciais, geração de produtos madeireiros ou não-madeireiros, esse método visa à integração de árvores na paisagem agrícola e de espécies cultivadas em ambientes florestais com alto potencial de contribuir para a restauração ecológica e manutenção de funções ecossistêmicas, fortalecendo os meios de vida de agricultores.

A Fazenda Ecológica – criada pelo professor Jurandir Melado e representada pelo zootecnista Flávio Baracho – é responsável  pelas 15 UDs de Manejo de Pastagem Ecológica. Além de sustentável, o manejo racional e a arborização dos piquetes aumentam a produtividade do pasto e da criação, recuperam áreas atingidas e otimizam o espaço para implantação de sistemas agroflorestais, ajudando a mudar a realidade das fazendas da região em respeito ao meio ambiente. 

Responsável pela implantação das Unidades Demonstrativas de Sistemas Agroflorestais (SAFs), o Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF), representado pelo engenheiro florestal Martin Meier, realiza o trabalho de construção do conhecimento acerca dos SAFs com as famílias envolvidas, além de coordenar a implantação das UDs que integram árvores nos agroecossistemas agrícolas de forma sustentável e diversificada no tempo e no espaço. 

Neste bate-papo, vamos falar sobre a experiência na implantação desses sistemas e as vantagens e possibilidades que este tipo de mecanismo pode oferecer ao produtor rural. 

O bate-papo ao vivo acontece no dia 11 de julho, às 16h, via youtube. 

Participantes

Claudio Pontes - WRI-Brasil
Claudio Pontes - WRI-Brasil

Com experiência de mais de 20 anos em grandes empresas florestais, sempre planejando, manejando e adequando ambientalmente florestas produtivas, Claudio Pontes coordena, pelo WRI-Brasil, o projeto “Renovando Paisagens”. Ele também é o responsável pelas Unidades Demonstrativas de Silvicultura de Espécies Nativas. 

Flávio Baracho - Fazenda Ecológica
Flávio Baracho - Fazenda Ecológica

Humanista e agroecologista de coração e zootecnista por formação. Representante da Fazenda Ecológica, trabalha com regeneração de sistemas produtivos por meio do Manejo de Pastagem Ecológica – Sistema Voisin Silvipastoril e Agrofloresta. É um dos responsáveis pelas UDs de pastagem ecológica. 

Martin Meier - Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF)
Martin Meier - Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF)

Engenheiro Florestal e mestre em Ciência do Solo e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Co-fundador da Organização Cooperativa de Agroecologia (OCA) e sócio do  Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM), trabalha na promoção, implantação, manejo e monitoramento de sistemas agroflorestais na Mata Atlântica há onze anos. É responsável pela implantação das Unidades Demonstrativas de Sistemas Agroflorestais (SAFs). 

Vitor Herméto - Fundação Renova
Vitor Herméto - Fundação Renova

Engenheiro Civil e especialista em sustentabilidade pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É responsável pela coordenação de ações de Assistência Técnica e Extensão Rural para retomada de atividades agropecuárias nas propriedades atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão.

 

Deseja receber um lembrete quando o evento começar? Registre seu email abaixo.

Os campos com * são obrigatórios.

Assista ao vivo

4 comentários

    Estou participando do bate-papo, mas não fui convidado para entrar ao vivo

    Olá, Peter. Enviamos convites pra todos os que se cadastraram acompanharem a transmissão. O Bate-papo ocorreu dia 11/07, via YouTube (https://youtube.com/fundacaorenova), das 16h às 17h e a participação do público era possível por meio do chat online, no qual poderiam ser encaminhadas dúvidas, sugestões ou comentários. De qualquer forma, a conversa na íntegra está disponível, aqui nesta página e no nosso canal do Youtube. Caso tenha alguma dúvida sobre o tema, pode nos enviar por aqui, que faremos o possível para esclarecer.

    Gostaria de saber se ha perspectivas destes programas serem desenvolvidos nos afluentes da região baixa na bacia do Rio Doce, no caso especificamente na Bacia do Rio Manhuaçu?

    Olá, Genilson. Informamos que o programa de retomada de atividades agropecuárias se dará somente nas propriedades atingidas nas calhas dos rios principais (Gualaxo, Carmo e Doce). No entanto, a Bacia do Rio Manhuaçu é alvo das ações do programa de restauração florestal que também irá fomentar tecnologias de produção sustentável, principalmente Sistemas Agroflorestais, por meio de Assistência Técnica e Extensão Rural. Continue acompanhando nossas ações por aqui e fique por dentro das novidades.

Deixe seu comentário