Fundação Renova

Projeto vai selecionar 150 jovens talentos para desenvolver iniciativas sociais e ambientais

Publicado em: 28/02/2020

Educação Ambiental

Inscrições para O Futuro do Rio Doce Somos Nós vão até 20 de março

Estão abertas as inscrições da segunda edição do projeto O Futuro do Rio Doce Somos Nós para selecionar 150 jovens que queiram atuar na reparação de sua região e desejam construir uma rede de transformadores ao longo da bacia do rio Doce.

O projeto, feito em parceria com o Instituto Elos, faz parte de iniciativas da Fundação Renova para o desenvolvimento de jovens talentos na bacia do rio Doce para capacitar, mobilizar e apoiar o desenvolvimento de iniciativas sociais, culturais e ambientais nos municípios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

Com duração de 18 meses de formação vivencial em ativismo e empreendedorismo social, o projeto irá selecionar jovens de 18 a 29 anos que morem em algum município impactado da bacia do rio Doce. As inscrições podem ser realizadas até 20 de março no site do Instituto Elos

Primeira edição

A primeira edição contou com 90 jovens e mais de 22 projetos implementados. Durante o programa, a juventude mobilizou mais de 4 mil pessoas na bacia do rio Doce. Mais de 68% de participantes acreditam que irão contribuir para a regeneração dessa região.  

Um dos projetos é o da moradora de Baixo Guandu (ES), Camila Aparecida Correa Miranda, de 27 anos, que propôs acompanhar a construção do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) no município, com recursos disponibilizados pela Fundação Renova, por meio do Banco de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo (Bandes).

Para apresentar seu projeto, Camila Miranda, que é formada em Tecnologia em Saneamento Ambiental e graduanda em Agronomia, organizou o 1º Fórum de Saneamento em Baixo Guandu, em 22 de agosto de 2019, para discutir o futuro do saneamento, com palestras e mesa redonda destinadas à discussão sobre o tema.

A cofundadora do Instituto Elos e coordenadora do Projeto Futuro do Rio Doce, Natasha Mendes Gabriel, destacou a participação da juventude nas tomadas de decisão. “Nosso sonho é que a juventude participante do Futuro do Rio Doce Somos Nós ocupe posições de decisão na região, seja na esfera pública ou privada, e influencie diretamente no processo de regeneração da bacia”. 

 Para Iara Souza, Coordenadora de Estratégias Participativas da Fundação Renova, os jovens participantes do projeto terão a oportunidade de contribuir com o processo de reparação. “Os jovens participarão diretamente de projetos que contribuam para o processo de reparação em seus municípios, em prol da melhoria da qualidade de vida de toda a comunidade ao redor”, diz. 

Deixe seu comentário