Fundação Renova

Projeto do Edital Doce destaca a observação de aves como oportunidade de negócios no Parque Estadual do Rio Doce

Publicado em: 06/09/2021

Edital Doce

Iniciativa fomenta o turismo sustentável e tem a observação de pássaros como possibilidade de atrair público para a unidade de conservação

 

Em agosto, o projeto Aves do Perd (Parque Estadual do Rio Doce), idealizado pela Associação de Amigos do Parque Estadual do Rio Doce (DuPerd), realizou um workshop online gratuito sobre a observação de aves como uma oportunidade de negócio. O evento reuniu cerca de 50 pessoas entre funcionários do parque, agentes públicos, receptivos de turismo, donos de pousadas e hotéis, além de pessoas interessadas no mercado em geral.

O Aves do Perd foi um dos projetos contemplados pelo Edital Doce da Fundação Renova e recebeu recursos que serão investidos na consolidação do parque como um destino de referência na observação de aves. Sustentável, essa prática tem grande potencial de crescimento e alia o turismo à conservação ambiental.

 

Próximos passos

Outra atividade do projeto é a capacitação de 20 guias turísticos para atender à demanda do turismo de observação de aves. O curso vai abordar as características e comportamentos das aves na região, as técnicas para observação em campo, a utilização de equipamentos, entre outros assuntos.

 

Parque Estadual do Rio Doce (Perd)

Considerado a maior floresta tropical de Minas Gerais, o Parque Estadual do Rio Doce é uma das mais importantes unidades de conservação do estado, sendo o último refúgio de dezenas de espécies dos mais variados grupos. São mais de 400 espécies registradas no parque e seu entorno imediato, um número correspondente a cerca de 50% de todas as aves registradas em Minas Gerais e 1/5 do total de espécies registradas no Brasil.

 

Edital Doce

O Edital Doce, uma iniciativa criada pela Fundação Renova para fomentar e apoiar projetos de cultura, turismo, esporte e lazer nas regiões atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão, em Minas Gerais e no Espírito Santo, vai destinar cerca de R$ 12,5 milhões para 228 projetos nos dois estados.

Este conteúdo foi útil para você?

Deixe seu comentário