Fundação Renova

Moradores conhecem resultados de monitoramento da água do rio Doce

Publicado em: 01/08/2019

Monitoramento da Água

Fundação Renova promove reuniões em municípios do Espírito Santo para apresentar o programa de monitoramento da qualidade da água

 

O Programa de Monitoramento da Bacia do Rio Doce da Fundação Renova está percorrendo as comunidades do Espírito Santo impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão para apresentar o trabalho de monitoramento da qualidade das águas do rio e do mar.

Durante as reuniões, é explicado o funcionamento do Programa Quali-Quantitativo Sistemático de Água e Sedimentos (PMQQS) e os resultados das análises já realizadas até agora nos 92 pontos de monitoramento — localizados ao longo do rio Doce e da zona costeira.

“Nosso objetivo é apresentar o programa e explicar como são realizados os monitoramentos, desde as coletas até as análises, além de trazer um pouco dos resultados mais recentes de cada região. Essa troca com as comunidades é importante para entendermos melhor as necessidades e aprimorar nossa forma de interpretar e apresentar os resultados”, explica o analista socioambiental da Fundação, Henrique Filgueiras, que está conduzindo as apresentações.

As reuniões tiveram início em maio e o programa já esteve com moradores de Colatina, Baixo Guandu, Povoação e Regência, em Linhares (ES), e Barra Nova Sul e Nativo, em São Mateus (ES). Em agosto, devem ser realizados, ainda, outros encontros em Baixo Guandu, Barra Nova Norte, em São Mateus (ES), e Aimorés (MG).

2 comentários

    Quero ver quando vai resolver meu problema

    Olá, Leomar. Nossa equipe vem trabalhando para garantir que toda reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem cheguem às pessoas e comunidades atingidas, de Minas Gerais e do Espírito Santo. Esse trabalho requer total dedicação, para entender e aplicar as melhores soluções para cada necessidade. Caso tenha alguma dúvida, estamos à disposição em nossos canais de relacionamento: telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) na região que você mora e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

Deixe seu comentário