Fundação Renova

Ipatinga recebe autorização para iniciar novas obras de saneamento

Publicado em: 26/06/2020

Saneamento

Cerca de R$ 12 milhões serão investidos na ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto

O município de Ipatinga, no Vale do Aço (MG), é mais um dos 39 municípios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão a receber a autorização para dar sequência às obras de saneamento com os recursos financeiros do Programa de Coleta e Tratamento de Esgoto e de Destinação de Resíduos Sólidos da Fundação Renova. O programa está previsto no Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC).

No dia 22 de junho, o município recebeu do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), instituição responsável pelo repasse dos recursos da Fundação Renova aos municípios mineiros, a autorização para que seja feita a ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto da avenida Maanain (trecho entre a rua Guaraci e rua Cariris) e a ampliação dos sistemas de coleta e tratamento de esgoto dos bairros Limoeiro e Granjas Vagalume. As obras aprovadas têm valor aproximado de R$ 6 milhões.

Atualmente, Ipatinga tem três pleitos vigentes no Programa de Coleta e Tratamento de Esgoto e de Destinação de Resíduos Sólidos. O valor teto para o município é de quase R$ 18 milhões, sendo 90% desse valor destinado para esgotamento sanitário e 10% para resíduos sólidos. A liberação das parcelas do recurso está condicionada à adequada execução da obra, que será vistoriada pelo BDMG antes de cada repasse.

Em março deste ano, Ipatinga também recebeu autorização para começar as obras com recursos do Programa de Coleta e Tratamento de Esgoto e de Destinação de Resíduos Sólidos, da Fundação Renova. Essas obras ainda estão em execução e consistem na ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto dos bairros Horto e Vila Celeste. As obras aprovadas têm valor de pouco mais de R$ 6 milhões.

 

Programa de Saneamento

Por meio do Programa de Coleta e Tratamento de Esgoto e de Destinação de Resíduos Sólidos, a Fundação Renova irá repassar R$ 500 milhões aos 39 municípios banhados pelo rio Doce e trechos dos rios Gualaxo do Norte e Carmo, impactados pelo rompimento da barragem de Fundão.

Além de disponibilizar os recursos, a Fundação Renova realiza serviços de apoio técnico e oficinas de capacitação aos municípios, conforme áreas temáticas de atuação, que vão desde a licitação, passando por projetos, obras e gestão das ações implementadas.

“As ações do programa promovem melhorias significativas ao saneamento em sua área de atuação, resultando na preservação dos recursos hídricos e melhoria da qualidade de vida da população”, diz Janine Cunha, engenheira do Programa Socioambiental/Saneamento.

Este conteúdo foi útil para você?

Deixe seu comentário