Fundação Renova

Iniciativas apoiadas pela Fundação Renova participam da principal feira de artesanato do Brasil

Publicado em: 06/12/2021

Minha Casa em Mim

Artesãos da coleção Minha Casa em Mim e oito grupos de Mariana e Barra Longa participam do evento, potencializando o artesanato mineiro

Entre os dias 7 e 12 de dezembro, os artesãos da coleção Minha Casa em Mim mais oito grupos de Mariana e Barra Longa (MG) participarão da 32ª edição da Feira de Artesanato no Expominas, no bairro Gameleira, em Belo Horizonte. Com o tema Rotas do Brasil –  Artesanato, Turismo e Gastronomia, o evento conta com atrações musicais, rodas de conversas e oficinas. A feira funcionará de terça a sexta-feira, das 14h às 22h; sábado, das 10h às 22h; e domingo, das 10h às 21h. Os ingressos custam a partir de R$ 12,50 e podem ser adquiridos pelo site https://www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Com curadoria de Ronaldo Fraga, a coleção Minha Casa em Mim terá um estande exclusivo na feira. No dia 7, às 16h, o estilista mineiro fará uma apresentação dos produtos para potenciais compradores numa rodada de negócios.

A coleção reúne 13 grupos de artesãos e integra o projeto Catarse Coletiva, executado pela Fundação Renova em parceria com a Associação de Culturas Gerais (ACG). Unindo a gastronomia ao “feito à mão”, a coleção apresenta produtos que resgatam as tradições e singularidades da história de Mariana e do universo de Minas Gerais. O trabalho possibilitou a releitura e ressignificação dos produtos artesanais e agropecuários desenvolvidos por 175 pessoas do projeto. Os produtos resgatam saberes e fazeres por meio da economia criativa e da produção associada local. 

Mais oito grupos de artesãos dos municípios mineiros de Mariana e Barra Longa, também apoiados pela Fundação Renova, ocuparão um espaço colaborativo, reunindo projetos que atuam na valorização da cultura local por meio do artesanato. 

A feira

Após passar por uma adaptação, em 2020, devido à pandemia da Covid-19, este ano o evento volta ao seu formato original, com mil estandes. A expectativa é que cerca 140 mil pessoas passem pelo local. Para garantir a segurança dos visitantes e dos expositores, durante os seis dias, a feira irá seguir um protocolo de combate ao coronavírus, desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e órgãos sanitários responsáveis.

 

Este conteúdo foi útil para você?

2 comentários

Deixe seu comentário