Fundação Renova

Especialistas irão acompanhar o trabalho de areeiros da região do Rio Doce

Publicado em: 06/06/2017

Indenizações

O objetivo é obter dados que dimensionem a produção atual, as perdas e os impactos ocorridos

Nas próximas semanas, o trabalho dos areeiros da região do Rio Doce será acompanhado por especialistas. O objetivo é obter dados que dimensionem a produção atual, as perdas e os impactos ocorridos. A partir dessa análise, será possível ressarcir os areeiros, de forma justa e transparente.

“A dificuldade de extração da areia foi uma demanda levantada pelos areeiros junto à Fundação, em conversas com o grupo. A nossa preocupação é fazer uma indenização final, que seja justa para todos os impactados. A operação assistida nos dará os dados e informações necessárias”, explica Patrícia Guimarães, supervisora do Programa de Indenização Mediada (PIM) Danos Gerais, de Governador Valadares (MG).

A análise das atividades dos areeiros irá auxiliar no ressarcimento dos profissionais.

A análise das atividades dos areeiros irá auxiliar no ressarcimento dos profissionais. | Foto: Divulgação

Este conteúdo foi útil para você?

Deixe seu comentário