Fundação Renova

Conselho Curador da Fundação Renova se reúne pela primeira vez

Publicado em: 23/08/2016

Fundação Renova

Encontro marca a apresentação oficial dos principais executivos da entidade

A primeira reunião do Conselho Curador da Fundação Renova foi realizada no dia 11 de agosto, em Belo Horizonte, para apresentação oficial do presidente do Conselho, Wilson Nélio Brumer, do diretor-presidente da instituição, Roberto S. Waack, e do diretor de Programas, Galib Chaim. Cabe ao Conselho Curador realizar o planejamento anual e plurianual, os orçamentos e contratações, bem como a aprovação dos planos e programas.

O presidente do Conselho, Wilson Nélio Brumer, tem vasta e qualificada experiência, tendo sido presidente do Conselho de Administração de diversas empresas, entre elas, Vale, Acesita, BHP Billiton, Cemig e Codemig, além de presidente executivo da Usiminas e Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (2003-2007).

Participaram também da primeira reunião os membros titulares do Conselho: Celso Castilho de Souza (economista – representante da Samarco), Wilson Márcio Depes (advogado – representante da VALE), Luiz Soresini (economista – representante da VALE), Ian Burton Wood (cientista ambiental – representante da BHP) e Flávio de Medeiros Bocayuva Bulcão (advogado – representante da BHP).

A Fundação tem ainda um Conselho Consultivo, composto por representantes das comunidades impactadas, de instituições de ensino e pesquisas, além de membros indicados pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce (CBH-Doce). O Conselho Consultivo funcionará como órgão de assessoramento, opinando sobre planos, programas e propostas de solução dos danos causados pelo rompimento da barragem.

A participação de distintos setores da sociedade civil também é assegurada pelo Comitê Interfederativo, que funciona como instância externa e independente da Fundação, fazendo acompanhamento, monitoramento e fiscalização dos projetos executados. O Comitê tem como membros representantes do Ministério do Meio Ambiente, do governo federal, dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, dos municípios impactados, do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce e da Defensoria Pública da União. Além disso, conta com especialistas técnicos e auditorias independentes para dar transparência à sua atuação.

Corpo diretivo da Fundação Renova

A Fundação Renova foi criada após a assinatura do Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC) entre a Samarco, Vale e BHP Billiton e os governos federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo. A entidade é responsável pela continuidade da condução dos programas de reparação e recuperação socioeconômica e socioambiental nas áreas impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão.

O biólogo e administrador Roberto S. Waack é o diretor-presidente da Renova. Com extenso currículo na área de sustentabilidade, Waack mantém longo relacionamento com organizações nacionais e internacionais da sociedade civil, entre elas a WWF Brasil, a Global Reporting Initiative (GRI), a Forest Stewardship Council (FSC), o Ethos e o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade.

Galib Chaim é o diretor de Programas da Fundação Renova. Engenheiro graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais, com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vagas (FGV), atuou na Vale entre 1979 e julho deste ano, quando encerrou suas funções na companhia no cargo de diretor executivo de projetos de capital.

Executivos presentes na primeira reunião do Conselho Curador da Fundação Renova

Executivos presentes na primeira reunião do Conselho Curador da Fundação Renova. | Foto: Leo Drumond / NITRO

Este conteúdo foi útil para você?

Deixe seu comentário