Fundação Renova

Conheça os patrimônios naturais e culturais de Mariana e seus distritos

Publicado em: 11/07/2022

Território Mariana , Memória Histórica

As ações de preservação de bens naturais e históricos fazem parte do Programa de Preservação da Memória Histórica, Cultural e Artística

Os municípios mineiros de Mariana e Ouro Preto e seus distritos e subdistritos contam com várias riquezas naturais e culturais que compõem o patrimônio da região. A Fundação Renova, por meio do Programa de Memória Histórica, Cultural e Artística, tem trabalhado junto à comunidade, documentando diversas tradições para manter viva a memória histórica local.

As ações desenvolvidas buscam preservar o Patrimônio Natural e Cultural, Patrimônio Cultural Imaterial e Patrimônio Cultural Material das localidades. Ainda que os elementos que constituem a cultura material e imaterial sejam bem distintos, ambos são importantes para o conhecimento de determinadas culturas e para o processo de construção e preservação da identidade de um povo.

O trabalho permite que os moradores resguardem a memória da comunidade, conheçam mais de sua história e se sintam cada vez mais parte dela. Esses patrimônios, sejam naturais ou culturais, são elementos fundamentais na constituição da identidade local e preservá-los é também zelar pela memória e pela conservação dos laços dessas comunidades.

Conheça a seguir um pouco mais sobre os Patrimônios Naturais e Culturais:

Os Patrimônios Naturais e Culturais incluem todos os elementos do ambiente que permitem o desenvolvimento da vida. Ou seja, o solo, a água e o ar, conhecidos como meio físico, e o meio biótico, formado pelas vegetações e pelos animais, entre eles, seres humanos. Alguns exemplos de paisagens que formam o patrimônio natural da região são a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, a Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço, e as cachoeiras, como a Ponte das Crioulas, em Ponte do Gama; a do Ó, nas proximidades de Pedras e Borba; e a de Campinas, em Campinas. 

YouTube video

 

O Patrimônio Cultural Imaterial inclui as práticas, tradições, costumes e saberes de cada comunidade. Em Mariana (MG), assim como em seus distritos, a Folia de Reis e a técnica de esculturas em pedra sabão fazem parte das tradições que já existem na região há séculos e seguem sendo passadas de geração em geração, criando uma identidade cultural e um sentimento de continuidade e pertencimento na comunidade. 

Outros exemplos são as festas dos padroeiros em subdistritos de Mariana, como a de São Bento, em julho, em Bento Rodrigues, e a de São Luiz, no mês de agosto, celebrada pelas comunidades de Águas Claras, Campinas, Pedras, Borba, Cana do Reino, entre outras. Já as comunidades mineiras, como Camargos e Ponte do Gama, são reconhecidas pela riqueza do artesanato produzido pela comunidade local, um ofício que também representa um patrimônio imaterial.

YouTube video

 

O Patrimônio Cultural Material reúne objetos, edificações, documentos, fotografias, entre outros bens culturais. Em Minas Gerais tem o predomínio da arquitetura barroca e grande parte de seus edifícios foram erguidos ainda no ciclo do ouro. Alguns exemplos da riqueza de Patrimônio Cultural Material da região são a Capela de Santo Antônio, em Cuiabá; a Capela de Santo Antônio, em Crasto; a Igreja e o cruzeiro de Goiabeira, o cruzeiro de Cana do Reino, as ruínas da Igreja Queimada, em Antônio Pereira; a Casa com Rótulas, em Santa Rita Durão; e a Capela de Santo Antônio, em Paracatu de Baixo, que foi restaurada após o rompimento da barragem. 

YouTube video

 

Valorizar o patrimônio é valorizar a história. Acompanhe as ações desenvolvidas pela Fundação Renova por meio da área de Licenciamento Ambiental e do Programa de Memória Histórica, Cultural e Artística. Enquanto a área de Licenciamento Ambiental atua na preservação do patrimônio natural e cultural das comunidades do entorno das obras de reparação, o programa de Memória Histórica, Cultural e Artística busca recuperar bens culturais de natureza material e preservar o patrimônio cultural das comunidades atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão. 

Este conteúdo foi útil para você?

8 comentários

    Muito interessante, pena que fizeram uma obra que foi empurrada sua autorização pelo IPHAN, comprometendo a Paisagem Cultural do Jardim de Mariana. Enfim, a hipocrisia.

    Responder

    Prezados, boa tarde

    Um dos maiores patrimônios naturais de nossa região , sem dúvidas, é o rio Doce, por inúmeras razões. Sua nascente, proveniente do encontro dos rios “Piranga” e “Do Carmo”, encontra-se na divisa dos municípios de Ponte Nova, Rio Doce e Santa Cruz e apresenta um panorama cênico espetacular que merece se transformar em mais um atrativo turístico do “Caminho de São José” que liga Barra Longa/MG à Rio Doce/MG, margeando todo o lago da UHCandonga até o distrito riodocense de Santana do Deserto.
    Considerando serem os municípios de Rio Doce/MG e Barra Longa/MG, os municípios mais atingidos e impactados pelos rejeitios de minério, transformar o local em ponto de visitação voltado para o turismo ambiental de reparação, de aventura e sustentável, promovendo desenvolvimento local aliado à qualidade de vida, seria uma oportunidade ímpar para que a Samarco e suas mantenedoras , Vale e BHP Billiton, buscassem reverter suas respectivas imagens nacional e internacionalmente, de empresas degradadoras e impactantes junto ao meio ambiente, para empresas aliadas a conservação, reparação e preservação ambiental, que buscam mitigar os impactos ocuo ambientais causados pelo maior crime sócio ambiental brasileiro.
    Reparações ambientais certamente mudam o foco, melhoram a imagem, proporcionam desenvolvimento local, geram emprego, renda e progresso.
    Assistencialismo promove o ócio e a malandragem. Precisamos promover oportunidades àqueles que enxergam, no trabalho, a possibilidade para se capacitar, fazer diferente, se reinventar e buscar, com seu próprio suor, melhorar sua qualidade de vida.
    Temos muitos riodocenses aguardando por essas oprtunidades: capacitação, trabalho digno e crescimento profissional.

    Responder

    Olá, Eduardo. Esclarecemos que trabalhamos com base nos acordos do Termo de Transição e Ajustamento de Conduta (TTAC), que prevê a contratação de 70% de mão de obra local. Por isso, priorizamos as contratações nos municípios onde atuamos e monitoramos esse indicador mensalmente. A Recoloca Rio Doce é uma das ferramentas usadas pelo Sine Mariana na captação de vagas, cadastramento de currículos e capacitação profissional. A ferramenta visa ampliar as possibilidades de empregabilidade e de aprimoramento das habilidades de todos os municípios atingidos. Caso tenha interesse, você pode realizar o cadastro de forma gratuita e exclusivamente on-line pelo endereço http://www.recolocariodoce.com.br.

    Responder

    Prezados, boa noite

    Não falo por mim, falo por centenas de trabalhadores e principalmente jovens, que procuram oportunidades dignas para exercer o seu trabalho. Falo em desenvolvimento e progresso de municípios não mineradores que foram, são e serão impactados por algumas décadas, falo como riodocense, que enxerga no trágico momento a oportunidade de fazer diferente e reverter o futuro nebuloso ao qual nos encontramos vinculados, involuntariamente.

    Um exemplo gratificante seria enxergar alternativas de desenvolvimento e progresso voltados para a recuperação e sustentabilidade ambiental, transformando a Fazenda Floresta (em Rio Doce MG, atualmente com sua sede restaurada) em escola agrícola util, absorvendo a mão de obra jovem rural dos municípios diretamente afetados, em jovens capazes de serem capacitados para a reparação ambiental de toda a extensão dos 853 km da bacia hidrográfica do rio Doce, inclusive da Fazenda floresta que vem recebendo rejeitos de minérios provenientes do lago a U.H.Candonga, de se transformarem em agentes voltados para a multiplicação do aprendizado nessa escola, e pensando em futuro, porque não ser reconhecida como uma escola de referência nacional em recuperação de todas as áreas onde as mineradoras degradam e “maqueiam” reparações. Essa sim, seria uma conduta séria, honesta, que poderia passar maior credibilidade, com repercussões positivas para a mineração tão duramente combatida e desacreditada, apesar de muitíssimo bem sucedida do ponto de vista financeiro. Precisamos ajudar a mudar mentalidade, a quebrar paradigmas e a acreditar que o Brasil tem jeito e pode se tornar uma potência mundial. São pequenas atitudes, pontuais, que fazem a diferença. Eu acredito!

    Responder

    GLÓRIA À DEUS CREIO PAIZINHO DO CÉU POR TAMANHA BÊNÇÃO Q VIRÁ ATÉ MIM E VOU CHORAR DE ALEGRIA DE VITÓRIA DA CONQUISTA DO SENHOR JESUS CRISTO NAZARENO FILHO DE DEUS VIVO MARAVILHOSO ESPLENDOROSO MAJESTOSO FIEL SALVADOR DA PÁTRIA JUSTO FIEL PODEROSO MISERICORDIOSO

    Responder

    Gostaria se eu vou ser denizado

    Responder

    Olá, Sergio. Trabalhamos para reparar todos aqueles que têm direito à compensação financeira. Cada caso é analisado individualmente, por meio dos programas criados para cuidar dos processos de ressarcimento.
    Para preservar os seus dados pessoais e a confidencialidade das informações que são sigilosas e não podem ser compartilhadas por aqui, recomendamos que você entre em contato com um dos nossos canais de relacionamento.
    Assim, com a ajuda de um profissional treinado, você poderá receber as informações sobre o andamento da sua demanda.
    Fale pelo telefone 0800 031 2303 ou em nosso site, acessando o Fale Conosco: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Responder

Deixe seu comentário