Fundação Renova

CONHEÇA AS PROPOSTAS SELECIONADAS PARA A SEGUNDA FASE DO EDITAL DOCE MG

Publicado em: 21/01/2020

Economia Local , Edital

Até R$ 9 milhões serão destinados a projetos nas áreas de turismo, cultura, esporte e lazer. 

 

Os 155 projetos selecionados para a segunda fase do Edital Doce MG foram divulgados na última sexta-feira, dia 17. O Edital prevê destinar o montante de até R$ 9 milhões para projetos sociais nas áreas de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer dos 36 municípios da área de abrangência em Minas Gerais. A iniciativa tem o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida em regiões atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana.

Os projetos classificados na Fase 1 – Análise Técnica serão contatados individualmente e as propostas passarão agora pela fase de análise documental. Caso alguma delas seja desclassificada nesta etapa, as propostas que constam na lista de espera poderão ser acionadas. 

Foram mais de 500 projetos inscritos e as propostas selecionadas estão distribuídas por 36 municípios de Minas Gerais: Aimorés, Alpercata, Barra Longa, Belo Oriente, Bom Jesus do Galho, Bugre, Caratinga, Conselheiro Pena, Córrego Novo, Dionísio, Fernandes Tourinho, Galileia, Governador Valadares, Iapu, Ipaba, Ipatinga, Itueta, Mariana, Marliéria, Naque, Periquito, Pingo D’Água, Ponte Nova, Raul Soares, Resplendor, Rio Casca, Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem-Peixe, Sobrália, Timóteo e Tumiritinga. 

Maria Cristina Aires, especialista de Programa Socioeconômico da Fundação Renova, esclarece a próxima etapa do Edital: os projetos selecionados vão passar por uma habilitação documental. “Será realizada a verificação de conformidade e compatibilidade da instituição participante e respectiva proposta inscrita com os requisitos e especificações constantes no Edital Doce MG, bem como a entrega e validação de todos os documentos exigidos”, explica.

O Edital Doce MG terá seu resultado final divulgado em março deste ano, e os contemplados terão 12 meses para realizar os projetos. Há um limite de orçamento de até R$ 25 mil para pessoa física ou grupos informais, e de até R$ 200 mil para as outras modalidades. A relação dos projetos classificados na Fase 1 e a lista de espera podem ser encontrados na página do edital

O Edital Doce ESdirecionado aos municípios capixabas da área de abrangência, foi lançado no dia 8 de janeiro e está com as inscrições abertas até o dia 24 de fevereiro. 

Deixe seu comentário