Fundação Renova

A Fundação Renova vai destinar mais de R$ 21 milhões para a estruturação do Samu Leste/ Vale do Aço

Publicado em: 23/05/2022

Saúde , Território Médio Rio Doce

A ampliação do serviço de saúde vai beneficiar 1,5 milhão de pessoas de 86 municípios

A Fundação Renova irá destinar  mais de R$ 21 milhões para a estruturação do Serviço Móvel de Urgência (Samu) Leste/Vale do Aço. A implantação vai beneficiar 1,5 milhão de pessoas de 86 municípios, sendo 25 deles diretamente atingidos pelo rompimento da barragem do Fundão (MG), cobrindo 100% das oito microrregiões da área de abrangência das Regionais de Governador Valadares e Coronel Fabriciano. 

A primeira parcela quadrimestral no valor de R$ 10,1 milhões foi liberada pela 12ª Vara Federal de Minas Gerais ao Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência do Leste de Minas (Consurge), responsável pela gestão e operacionalização do Samu Leste/ Vale do Aço, conforme convênio estabelecido com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

A primeira fase foi concluída, e a segunda etapa deverá ser implantada este ano, com recursos estaduais. A terceira fase será executada também a partir deste ano com os recursos da Fundação Renova. 

Aquisição de ambulâncias

Para a terceira fase serão adquiridas sete ambulâncias, sendo quatro Unidades de Suporte Avançado (USA) e três Unidades de Suporte Básico (USB), no valor total de R$ 1,8 milhão. Ao final, o serviço de saúde contará com 39 ambulâncias, sendo oito USA e 31 USB, somando as ambulâncias adquiridas com recursos estaduais e de emendas parlamentares na primeira e segunda fase.

Cerca de R$ 1,5 milhão será destinado para aquisição de equipamentos e R$ 3 milhões serão aplicados na operacionalização do serviço durante três meses, que engloba o custeio de insumos e materiais complementares para o funcionamento do serviço, como medicamentos, materiais de higienização das ambulâncias, Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs), manutenção dos veículos, mobílias para as bases descentralizadas, entre outros.

Central de Regulação de Urgência

A construção da Central de Regulação de Urgência (CRU) também receberá recursos da Fundação Renova, em parcelas quadrimestrais, sendo a primeira no valor de R$ 120 mil. 

Atualmente, a CRU do Samu Leste/ Vale do Aço está alocada em um espaço cedido da 8ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP), em Governador Valadares, impedindo a expansão do atendimento. Foi realizado um estudo de viabilidade para alocação de recursos para a implantação da CRU em local próprio e com as dimensões apropriadas, o que representa um legado para as macrorregiões Leste e Vale do Aço.

Origem dos recursos

Os recursos que serão usados para a estruturação do Samu Leste/ Vale do Aço são oriundos de verbas que se encontravam depositadas em juízo e que foram destinadas para o combate à pandemia da Covid-19 pela Fundação Renova e suas mantenedoras. Foram disponibilizados mais de R$ 120 milhões, sendo R$ 84 milhões para Minas Gerais e R$ 36 milhões para Espírito Santo para ações estruturantes na área de saúde, por meio da aquisição de bens de capital e/ou bens de consumo duradouros definidos pelo poder público. Os recursos são considerados de caráter compensatório e como antecipação de reparação dos danos decorrentes do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

Este conteúdo foi útil para você?

2 comentários

Deixe um comentário para Fundação Renova