2015

Novembro

  • Rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

2016

Março

  • Assinatura do termo de criação da Fundação Renova.

Maio

  • Comunidade elege onde será construído o reassentamento de Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG).

Junho

  • Comunidade elege onde será construído o reassentamento de Gesteira, distrito de Barra Longa (MG).

Agosto

  • Início das atividades da Fundação Renova.

Setembro

  • Comunidade elege onde será construído o reassentamento de Paracatu de Baixo, distrito de Mariana (MG).
  • Início da implementação do Programa de Indenização Mediada (PIM), com pagamento a pessoas que tiveram abastecimento de água interrompido ou danos morais, materiais e perda de lucro.

Outubro

  • Obras de reconstrução da praça Manoel Lino Mol e da alameda Beiro Rio são entregues à comunidade de Barra Longa (MG), única área urbana diretamente atingida pelo rejeito.
  • Início do Cadastro Integrado de Atingidos.

Dezembro

  • Entrega da Escola Municipal Gustavo Capanema, quadra esportiva e praça, construídas em Gesteira, distrito de Barra Longa (MG).</p >

2017

Janeiro

  • A Fundação Renova convida mais de 80 especialistas do Brasil e do mundo para debater possíveis soluções para o rejeito.

Março

  • Início do funcionamento das primeiras estações automáticas de monitoramento da qualidade da água da bacia do rio Doce.
  • Início das ações de proteção de nascentes em Minas Gerais e Espírito Santo.

Maio

  • Análise do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) aponta que os índices de qualidade da água na bacia do rio Doce, no trecho após a Usina de Candonga, estão similares ao período que antecede o rompimento.

Julho

  • Sistema de monitoramento da qualidade da água na bacia do rio Doce entra em plena operação.

Outubro

  • Entrega da Escola Municipal José de Vasconcelos Lanna, em Barra Longa (MG).
  • Lançamento do Desenvolve Rio Doce, fundo de financiamento de capital de giro para pequenos empresários de municípios atingidos.

Novembro

  • Mais de 300 mil mudas começam a ser plantadas nas primeiras 511 nascentes protegidas pela Fundação Renova.

Dezembro

  • Lançamento do edital de Inovação para a Indústria, convocando empresas a propor soluções inovadoras para desafios da reparação.

2018

Fevereiro

  • Municípios atingidos começam a receber repasse para implementar projetos de saneamento de esgoto e destinação adequada de resíduos sólidos.

Abril

  • Início do monitoramento da flora terrestre.

Maio

  • Início das obras do reassentamento de Bento Rodrigues, em Mariana (MG).
  • Lançamento do Diversifica Mariana, fundo de R$ 55 milhões para atrair empresas de diversos segmentos da economia para a cidade de Mariana (MG) e assim diminuir sua dependência da atividade minerária.

Agosto

  • Entrega da primeira casa da modalidade Reconstrução na zona rural de Mariana (MG).

Setembro

  • Iniciadas as atividades de monitoramento da biodiversidade aquática na porção capixaba do rio Doce, na foz e ambientes marinhos e estuarinos impactados.

Novembro

  • Início das obras do reassentamento de Paracatu de Baixo, em Mariana (MG).

2019

Julho

  • Início da construção de casas, no reassentamento de Bento Rodrigues, e das obras de infraestrutura, no reassentamento de Paracatu de Baixo, ambos em Mariana (MG).
  • No aniversário da cidade de Mariana (MG) é assinado acordo de cooperação com a Fundação Renova para mais um investimento de R$ 100 milhões em novas ações. Os focos são a diversificação econômica, infraestrutura e desenvolvimento sustentável.

Dezembro

  • Publicação do Relatório de Consolidação de Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana (ARSH). A água do rio Doce pode ser consumida após tratada e não há restrição de plantio no rejeito que recebeu ações de reparação.
  • Início dos pagamentos de indenizações por Lucro Cessante.

2020

Fevereiro

  • Formalizada a contratação do Ouvidor Geral da Fundação Renova, com a missão de reforçar o diálogo com os atingidos.

Março

  • São adotadas medidas para a preservação da saúde e do bem-estar de colaboradores e da sociedade em meio à pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Maio

  • A população de Mariana recebe novo Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSij).
  • Aprovado o repasse de mais de R$ 830 milhões para educação, infraestrutura e saúde em Minas Gerais e no Espírito Santo.
  • Pagamento de indenizações e auxílios financeiros chega a R$ 2,5 bilhões.

Junho

  • Estratégias de trabalho foram avaliadas e soluções desenvolvidas para que os processos da reparação continuem em andamento em meio à pandemia do coronavírus, de forma segura para colaboradores e atingidos.

Julho

  • Homologados acordos de indenizações de famílias atingidas em Mariana (MG).

Agosto

  • Início do processo de pagamento de indenização para casos de difícil comprovação.

Setembro

  •  Depósito de metade dos R$ 830 milhões de recursos compensatórios que serão destinados a investimentos em educação, saúde e infraestrutura.
  • Desembolsos com ações de reparação e compensação ultrapassam R$ 10 bilhões.
  • Desembolsos com os reassentamentos somam R$ 1 bilhão.