Fundação Renova

Água


BACIA DO RIO DOCE

O rio Doce tem extensão de 879 quilômetros e suas nascentes estão em Minas, nas serras da Mantiqueira e do Espinhaço. A bacia hidrográfica do rio Doce possui área de drenagem de 86.715 quilômetros quadrados, dos quais 86% estão no leste mineiro e 14% no nordeste do Espírito Santo. Possuindo rica biodiversidade, a bacia do rio Doce tem 98% de sua área inserida no bioma de Mata Atlântica.

QUALIDADE DA ÁGUA

Atualmente, a água do rio Doce é monitorada em 82 pontos estratégicos e, para avaliar sua qualidade, possui um método inovador de monitoramento automático que gera informações em tempo real, formando uma rede de alerta para o planejamento dos principais sistemas de abastecimento da bacia, que captam água do rio Doce. A técnica, implementada pela Fundação Renova em julho de 2017, é um dos maiores sistemas de monitoramento de cursos d’água existentes no Brasil e produz mais de 1,5 milhão de dados anualmente.

  1,5 milhão de dados gerados anualmente
  103 parâmetros físicos, químicos e biológicos são analisados na água
  38 parâmetros são avaliados nos sedimentos

MONITORAMENTO DA ÁGUA

Os resultados do monitoramento da água na bacia do rio Doce estão disponíveis para consulta no portal Monitoramento Rio Doce, uma ação do Programa de Monitoramento Hídrico, conduzido pela Fundação Renova sob supervisão do Grupo Técnico de Acompanhamento (GTA-PMQQS), ligado ao Comitê Interfederativo (CIF).

BOLETINS DE QUALIDADE DA ÁGUA

Para divulgar os dados levantados pelo monitoramento por meio de uma linguagem mais acessível, foram criados os Boletins das Águas. O material traz informações sobre a qualidade da água bruta (sem tratamento), níveis de metais encontrados e índices técnicos, entre outros dados, em formato mensal e trimestral. 

Os boletins são produzidos com base nos dados gerados pelas estações de monitoramento automáticas do Programa de Monitoramento Qualiquantitativo Sistemático de Água e Sedimentos (PMQQS).

BOLETIM DAS ÁGUAS: A edição Rios é mensal e considera dados sobre os rios Gualaxo do Norte, Carmo e rio Doce. As edições Lagoas, Estuários e Zona Costeira são trimestrais e trazem informações sobre o monitoramento das águas nesses ambientes.

BOLETIM QUALIDADE DA ÁGUA: Informativos sobre o monitoramento da qualidade da água do rio Doce são divulgados semanalmente, em períodos chuvosos, e mensalmente, em períodos secos. 

EXPEDIÇÃO RIO DOCE

A Expedição Rio Doce é um mapeamento imersivo e detalhado dos cursos d’água da região atingida pelo rompimento da barragem de Fundão (MG). Qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, pode percorrer virtualmente pela bacia do rio Doce, do rio Gualaxo do Norte, na região de Mariana (MG), até a foz do rio Doce, no Espírito Santo. A plataforma conta com imagens inéditas do rio Doce, recursos audiovisuais e informações sobre as ações de reparação socioambiental na bacia do rio Doce. Navegue pela bacia do rio Doce acessando a Expedição Rio Doce.

DADOS DA REPARAÇÃO

Diversas iniciativas foram conduzidas e implementadas pela Fundação Renova nas ações de reparação e compensação. Todas essas ações só foram realizadas devido à mobilização de milhares de pessoas, instituições, ONGs, universidades e pesquisadores. Conheça esses e outros dados acessando os Dados da Reparação.

PERGUNTAS FREQUENTES

Mais informações sobre a qualidade da água podem ser encontradas na lista de perguntas frequentes. Disponível aqui.

Notícias

Compartilhar:

Deixe seu comentário