Fundação Renova

Gesteira, distrito de Barra Longa (MG), recebe a nova Escola Municipal Gustavo Capanema, além da quadra poliesportiva e praça

Publicado em: 26/12/2016 Sociedade e cultura

Os espaços representam um marco no resgate do ambiente social, cultural e educacional da comunidade

A Fundação Renova entregou, no dia 7 de dezembro, para cerca de 50 famílias da comunidade de Gesteira, distrito de Barra Longa (MG), a nova Escola Municipal Gustavo Capanema, juntamente com a quadra poliesportiva e a praça. Os espaços representam um marco no resgate do ambiente social, cultural e educacional da comunidade. A entrega dessas obras foi a etapa final de um processo de discussão coletiva que envolveu toda a comunidade.

Assembleias, reuniões, encontros e apoio dos moradores foram fundamentais para que o projeto e a construção da escola, que durou, aproximadamente, cinco meses, fosse concretizado. Durante esse período, foi realizado um trabalho detalhado de escuta com a comunidade envolvendo professoras, pais, diretoras, estudantes, líderes comunitários e integrantes do poder público. Outra ação importante foi a visita técnica realizada com as professoras, líderes comunitários e dois integrantes da Prefeitura Municipal de Barra Longa em uma escola, localizada em Anchieta (ES), para conhecerem um novo método construtivo, que utiliza o concreto e o PVC.

A escola tem capacidade para atender 30 alunos, sendo duas salas, uma para 12 e outra para 18 alunos dos Ensinos Infantil e Fundamental 1, número de vagas suficientes para atender a demanda de Gesteira e de comunidades vizinhas. Todo o trabalho seguiu as diretrizes do Ministério da Educação (MEC) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A Secretaria Municipal de Educação juntamente com a Inspetoria Estadual de Educação do Estado de Minas Gerais também acompanharam todo o projeto da escola.

A ESCOLA

O destaque dessa obra fica por conta do painel de arte, com 3,2 metros de altura, instalado na entrada da escola, que apresenta desenhos dos personagens mais importantes dessa história: os próprios alunos. Nesse painel, os estudantes e professores retrataram toda a sua esperança e os novos sonhos de um futuro melhor. O painel também conta com os nomes dos sete alunos e das duas professoras atuais.

Uma delas é Antônia Aparecida de Araújo, que completou 27 anos de magistério, a maior parte deles na Gustavo Capanema. Ela entende que o painel, mais do que uma manifestação artística, significa uma espécie de assinatura. E se orgulha dela e várias pessoas da comunidade terem participado dessa construção. Aparecida esteve, por exemplo, na comitiva de moradores que foi a Anchieta (ES) para conhecer uma creche erguida em concreto e PVC, método aplicado no projeto. A professora ajudou também a mobilizar os moradores na votação que decidiu pelo local, bem no centro de Gesteira, o que irá facilitar o deslocamento dos pais e alunos, já que agora todos esses espaços estarão interligados e em um ponto mais central do povoado.

As crianças animadas com a nova escola já pensam no futuro. Quando questionadas sobre o que elas pretendem ser quando adultas, é possível ouvir: de  jogador de futebol, bailarina a engenheiro florestal, pedreiro, veterinário, advogado ou dono de empresa.

Em 2016, enquanto a escola seguia em construção, os alunos  tinham aula em uma casa próxima a praça principal de Gesteira, que foi readequada em sala de aula para receber as crianças. De acordo com Rosângela Martins, secretária de Educação, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Barra Longa, foi possível completar o ano letivo dentro do prazo, sem qualquer prejuízo ao processo pedagógico.

POR DENTRO DA ESCOLA

“Senta na cadeirinha, Rosana. Ano que vem vou te colocar para estudar aqui”, falava a dona de casa Solange das Graças para a filha. Ela percorria as salas e apresentava toda a mobília à menina, de dois anos. Rosana será a quinta da família a frequentar a Gustavo Capanema. Os pais e a irmã mais velha estudaram na escola antiga. A relação do local com a família se fortaleceu ainda mais nesse ano. Claudiano da Costa, o pai, foi um dos que trabalharam na obra, iniciada em agosto.

Arlinda Xavier, a Lilinda, auxiliar de serviços gerais, que por 18 anos trabalhou na antiga Gustavo Capanema, fez uma única visita, há alguns meses, quando as obras caminhavam. Mesmo com o concreto para ser colocado e muitas paredes por pintar, o cenário já a animava. Ela sabia que parte do que ali se construía havia sido sugestão dela e estava tudo sendo construído com muito carinho. E agora, com a escola nova e entregue, afirma que começa uma nova trajetória a ser percorrida.

Escola Municipal Gustavo Capanema

  • Ensino Infantil e Fundamental I
  • Capacidade para 30 alunos, sendo duas salas uma para 12 e outra para 18 alunos
  • Biblioteca e Sala de Informática
  • Banheiros separados para o Ensino Infantil e Fundamental 1
  • Sala dos Professores
  • Refeitório, Cozinha e Despensa
  • Instalações adaptadas para deficientes físicos

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma instituição autônoma e independente constituída para reparar os danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, de propriedade da Samarco Mineração S.A., localizada em Mariana (MG). Entidade privada, sem fins lucrativos, foi criada para garantir transparência, legitimidade e senso de urgência a um processo complexo e de longo prazo. A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Rede Comunicação
E-mail: imprensa@fundacaorenova.org
Telefone: (31) 2512-2392


Compartilhar: