Fundação Renova

2 – Ressarcimento e indenização dos impactados

Objetivo do programa

Ressarcir pessoas e micro e pequenas empresas que tenham sofrido danos materiais ou morais, bem como perdas referentes às suas atividades econômicas, em consequência direta do rompimento da barragem de Fundão, de forma rápida, sem a burocracia e os custos de uma ação judicial.

Progresso do programa

• Pagamento de 43 indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 388 indenizações, o que representa 91,1% do total de 426 propostas aceitas.
• Pagamento de 04 novos casos dos Camaroeiros da Enseada do Suá. Até o momento, foram atendidas 172 pessoas (97,7% dos 176 elegíveis). Destes, 172 receberam o pagamento das indenizações (100% dos atendidos).

• Pagamento de 43 indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 388 indenizações, o que representa 91,1% do total de 426 propostas aceitas.
• Pagamento de 04 novos casos dos Camaroeiros da Enseada do Suá. Até o momento, foram atendidas 172 pessoas (97,7% dos 176 elegíveis). Destes, 172 receberam o pagamento das indenizações (100% dos atendidos).

• Recebimento do aceite de 02 (dois) novos casos dos Camaroeiros da Enseada do
Suá. Até o momento, foram atendidas 172 pessoas (97,7% dos 176 elegíveis).
Destes, 168 receberam o pagamento das indenizações (97,7% dos atendidos).
• Pagamento de 18 (dezoito) indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado
o pagamento de 345 indenizações, o que representa 90,3% do total das 382
propostas aceitas.

• Recebimento do aceite de 2 (dois) novos casos dos Camaroeiros da Enseada do Suá. Até o momento, foram atendidas 170 pessoas (96,6% dos 176 elegíveis). Destes, 167 receberam o pagamento das indenizações (98,2% dos atendidos).
• Pagamento de 9 (nove) indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 327 indenizações, o que representa 90,8% do total das 360 propostas aceitas.

• Pagamento de duas indenizações dos Camaroeiros da Enseada do Suá. Até o momento, foram atendidas 168 pessoas (95% dos 176 elegíveis). Desses, 167 receberam o pagamento das indenizações (99% dos atendidos).
• Pagamento de cinco indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 318 indenizações, o que representa 96,95% do total das 328 propostas aceitas.

• Pagamento de 15 indenizações dos Camaroeiros da Praia de Suá. Até o momento, foram atendidas 168 pessoas (95% dos 176 elegíveis). Destes, 165 receberam o pagamento das indenizações (98% dos atendidos).
• Pagamento de sete indenizações de Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 313 indenizações, o que representa 97,8% do total das 320 propostas aceitas.
• Pagamento de 75 indenizações de lucro cessante 2019. Até o momento, foram atendidas 5.082 pessoas (94,2% do universo total de 5.394). Destes, 5.028 aceitaram o acordo e 4.995 receberam o pagamento das indenizações (99,3% das propostas aceitas).

• Pagamento de 7 indenizações das campanhas 1, 2 e 3, referente aos pagamentos dos Camaroeiros da Praia de Suá. No dia 27/04/2020 foi iniciado o atendimento remoto dessa categoria, o que trará mais avanço no mês de maio. Até o momento, foram atendidas 163 pessoas, o que representa 93% dos 176 elegíveis. Destes, 150 receberam o pagamento das indenizações, o que representa 92% dos atendidos.
• Pagamento de 16 indenizações da campanha Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 306 indenizações, o que representa 97% do total das 314 propostas aceitas.
• Pagamento de 192 indenizações de lucro cessante 2019. Até o momento, foram atendidas 5.043 pessoas (93,5% do universo total de 5.394). Destes, 4.990 aceitaram acordo e 4.920 receberam o pagamento das indenizações (98,6% das propostas aceitas).

• Pagamento de 99 indenizações das campanhas 1, 2 e 3. Até o momento, foi realizado o pagamento de 9.758 indenizações, 99,9% do total das 9.762 propostas aceitas.
• Pagamento de 21 indenizações da campanha Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 290 indenizações, o que representa 93% do total das 311 propostas aceitas.
• Pagamento de 2.363 indenizações do lucro cessante 2019. Até o momento, foram atendidas 4.948 pessoas (92% dos 5.394 elegíveis). Destas, 4.902 aceitaram acordo e 4.728 receberam o pagamento das indenizações (96% das propostas aceitas).
• Pagamento de 101 indenizações dos Camaroeiros da Praia de Suá. Até o momento, foram atendidas 154 pessoas (88% dos 176 elegíveis). Destas, 143 receberam o pagamento das indenizações (93% dos atendidos).

• Pagamento de 81 indenizações, das campanhas 1, 2 e 3. Até o momento, foi realizado o pagamento de 9.659 indenizações, 99% do total de propostas aceitas.
• Pagamento de 20 indenizações da campanha Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 269 indenizações, o que representa 90% do total de propostas aceitas.
• Pagamento de 2.365 indenizações de lucro cessante 2019. Até o momento, foram pagas 2.631 indenizações, 62% do total das 4.259 propostas aceitas, e 15 pessoas negaram acordo.
• Pagamento de 42 indenizações dos Camaroeiros da Praia de Suá, de um total de 154 atendimentos.

• Pagamento de 11 indenizações das campanhas 1, 2 e 3. Até o momento, foi realizado o pagamento de 9.578 indenizações.
• Pagamento de 33 indenizações da campanha Mariana. Até o momento, foi realizado o pagamento de 249 indenizações.
• Realização de 2.944 atendimentos e 266 pagamentos referentes ao lucro cessante de 2019.

Atualmente, para as Campanhas 1, 2 e 3, o programa possui 29.227 famílias cadastradas. Destas, 14.926 ingressaram no programa e 9.941 atenderam aos critérios de elegibilidade e tiveram propostas apresentadas, sendo que 9.567 tiveram pagamentos realizados.
Atualmente, para a Campanha Mariana, o programa conta com 1.322 famílias cadastradas. Sendo que destas, 216 tiveram pagamentos realizados
As devolutivas do projeto “Pescador de Fato” em Regência - ES foram concluídas em todas as localidades, e foram iniciados os atendimentos para pagamento de indenizações.
No dia 14 de dezembro de 2019, foi realizado o acordo junto à Defensoria Pública do Espírito Santo para formalizar os resultados do processo de negociação do Grupo de Trabalho Camaroeiros, que discutiu a avaliação e mensuração dos danos sofridos pelos pescadores de camarão da Enseada do Suá em Vitória (ES). O acordo abrange a indenização às embarcações camaroeiras da Enseada do Suá e aos seus proprietários, mestres e tripulantes, denominados de camaroeiros, que pescavam na foz do rio Doce.
Foi concluído o planejamento do Lucro Cessante referente a 2019, com atendimentos previstos a partir de 02 de janeiro de 2020 e previsão de término dos pagamentos até 31 de março de 2020.

• Pagamento de 88 indenizações das campanhas 1, 2 e 3. Sendo que, até o momento, foi realizado o pagamento de 9.503 indenizações.
• Pagamento de 27 indenizações da campanha Mariana. Sendo que, até o momento, foi realizado o pagamento de 203 indenizações.

• Pagamento de 104 indenizações das campanhas 1, 2 e 3.
• Até o momento foram realizados 217 acordos em Mariana/MG.

• Pagamento de 209 indenizações das campanhas 1, 2 e 3.
• Foram realizados 33 acordos em Mariana (MG). Os acordos podem ser propostas aceitas ou propostas recusadas.

• Pagamento de 213 indenizações das campanhas 1, 2 e 3.
• Foram realizados 55 acordos em Mariana (MG). Os acordos podem ser propostas aceitas ou propostas recusadas.

• Pagamento de 188 indenizações das campanhas.
• Foram realizados 48 acordos em Mariana/MG. Os acordos podem ser tanto propostas aceitas como propostas recusadas.
• Foram realizados 1.489 cadastros tratados no mês de julho/19, ante uma meta de 1.472, superando em 17 o que foi planejado.

• Pagamento de 158 indenizações das campanhas 1, 2 e 3.
• Foram realizados 22 acordos em Mariana (MG). Os acordos podem ser propostas aceitas ou propostas recusadas.
• Foram realizados 2.747 cadastros tratados no mês de junho/19, frente a uma meta de 1.747, superando em um mil a quantidade planejada.

• Pagamento de 113 indenizações das campanhas 1, 2 e 3.
• Foram realizados 49 acordos em Mariana (MG) — os acordos podem ser propostas aceitas ou recusadas.

• Pagamento de 29 indenizações das campanhas 1 e 2.
• Permanecem realizados 22 (vinte e dois) acordos em Mariana (MG), conforme mês anterior (março/2019).
• Início dos atendimentos da campanha 3.

Pagamento de 50 indenizações em março/19.
O atendimento dos atingidos de Mariana (MG) está em andamento e trata-se daqueles que já se manifestaram por meio dos Canais de Relacionamento da Fundação e dos que ajuizaram ação judicial.
Até o momento, foram realizados 22 acordos em Mariana (MG). Outros 176 núcleos familiares atingidos já manifestaram interesse em realizar o acordo — esses casos estão em andamento no Escritório de Mariana.
Continuidade dos atendimentos individuais do projeto Pescador de Fato em Regência e Povoação.
Início das oitivas de projeto Pescador de Fato em Conselheiro Pena (MG), com a participação de cerca de 30 pessoas da comunidade.
A partir das oitivas realizadas em Conselheiro Pena, também se deu início a construção da Cartografia de Pesca local.
Foram realizados 3.550 acordos para pagamento do Lucro Cessante 2018, com mais de 85% dos elegíveis pagos (3.216 indenizações pagas até o dia 1º de abril de 2019).

No mês de fevereiro, foi realizado o pagamento de 57 indenizações.
Atendimento dos atingidos de Mariana/MG em andamento para aqueles que já se manifestaram nos canais da Fundação e aqueles que ajuizaram ação judicial.
Realizados 14 acordos até o momento em Mariana/MG. Outras 153 famílias atingidas já manifestaram interesse em acordo, estando em andamento no escritório de Mariana.
Iniciado, no mês de fevereiro, a fase de atendimentos individuais do projeto Pescador de Fato em Regência. Devolutiva da oitiva do Pescador de Fato realizada em Povoação e início da fase de atendimentos individuais.
Início dos atendimentos aos atingidos para pagamento do Lucro Cessante relativo a 2018.

Pagamento de 174 indenizações por Dano Geral em janeiro/19.
Realizados 11 acordos até o momento em Mariana (MG). Outros 167
atingidos já manifestaram interesse em acordo, que estão em andamento no
escritório de Mariana.

Pagamento de 202 indenizações em dezembro/18.

Pagamento de 127 indenizações em novembro/18.

Realizado acordo com MP-MG e mantenedoras sobre Mariana, extinguindo a ACP-1 e autorizando o PIM a iniciar as indenizações por danos gerais no município. Estão previstos cerca de mil acordos em Mariana, entre deslocamentos físicos permanentes e temporários.

Implementação em todos os Escritórios do PIM do novo Termo de Acordo, possibilitando acordos de danos duplos no Programa.

Início do planejamento para construção da Política Indenizatória do Pescador Comercial Não Regularizado (“Pescador de Fato”), de acordo com a Deliberação CIF 182.

Aprovação do piloto da Política Indenizatória do Pescador Comercial não Regularizado (“Pescador de Fato”).

Foram realizados pagamentos de 862 indenizações, em junho.

Nesse período, também foi firmado acordo com as Defensorias e Ministérios Públicos, garantindo a aprovação final do Termo de Quitação. Com ele, a quitação passa a ser específica aos danos indenizados, deixando de ser ampla a todos os danos decorrentes do rompimento.

O projeto piloto que visa oferecer, no Centro de Indenização Mediada de Linhares, assistência jurídica gratuita pela Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo foi implantado. As ações serão estendidas para os demais Centros de Indenização a partir dos resultados deste piloto.

Além disso, foi publicado, no site da Fundação Renova, um comunicado em conjunto com o CIF. Seu objetivo foi informar a prorrogação do cronograma de negociação e pagamento de indenizações dos cadastrados durante as campanhas 1 e 2.

Foi firmado acordo com as Defensorias e Ministérios Públicos sobre o Termo de Quitação.
Com isso, a quitação passou a ser específica aos danos indenizados, deixando de ser
ampla a todos os danos decorrentes do rompimento. A mudança possibilitou o atendimento
aos duplos danos e viabilizou o convênio com o Ministério Público para assistência jurídica
gratuita aos atingidos.

Em maio, também foi feito o pagamento de 1.195 Registros de Danos Gerais (RDG).

Outra ação de destaque foi a construção do plano de trabalho para a elaboração de
políticas indenizatórias pendentes (pescadores profissionais sem documentação de ofício,
de subsistência de comunidades com características pesqueiras, areeiros, turismo e
carroceiros). Esse planejamento foi enviado à Câmara Técnica de Organização e
Saúde/CIF. Além disso, as políticas existentes foram aprovadas.

Foi implementado, ainda, projeto piloto para reduzir pendências, acelerar propostas e,
consequentemente, aumentar a efetividade dos acordos. Essa ação foi conduzida em três
Centros de Indenização Mediada (CIM) dos projetos “Célula de Triagem” e “Célula de
Elegibilidade e Precificação”.

Foram realizados os pagamentos de 1.495 requerimentos de danos gerais. Também foi emitido o Plano de Trabalho, elaborado pela Fundação Renova e pela Câmara Técnica de Organização e Saúde (CTOS/CIF). Ele contém as políticas indenizatórias pendentes e em construção.

Além disso, especialistas de outros programas da Fundação Renova, que têm sinergia com as políticas em revisão ou definição, foram incorporados aos trabalhos da Sala de Crise. O objetivo é agilizar os casos mais críticos, aumentando o número de acordos.

O relatório informando sobre o atraso na conclusão dos pagamentos da Campanha 1, em função da complexidade do processo e solicitando o adiamento do prazo para a finalização, foi protocolado junto ao CIF e Câmara Técnica de Organização e Saúde. No relatório foi solicitado que a Campanha 1 termine junto com a Campanha 2, no dia 29 de junho de 2018. Nesse mesmo relatório, foram detalhados os conceitos essenciais para a avaliação da eficiência do Programa de Indenização Mediada (PIM).

No período, foi registrado pagamento de 1.349 Registros de Danos Gerais (RDG), o que representa um aumento de 160% quando comparado ao mês de fevereiro/18.

Foi contratada consultoria especializada para apoio na eliminação de gargalos e ganhos de eficiência nos escritórios do Programa de Indenização Mediada (PIM). A consultoria também ajudará no cumprimento dos prazos pactuados no Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC) para pagamento das campanhas 1 e 2.

Foi realizado diagnóstico nos escritórios de Baixo Guandu e Linhares, no Espírito Santo, e Barra Longa e Rio Doce, em Minas Gerais, para possível ganho de eficiência no processo de indenização.

As Políticas Indenizatórias (PIM Dano Geral) foram consolidadas e apresentadas à Câmara Técnica de Organização Social (CTOS) para emissão de parecer e deliberação.

Dano Água

A equipe realiza constantemente reuniões para apresentações e esclarecimentos a respeito das ações do programa, nos municípios atingidos em Minas Gerais e no Espírito Santo. Ações visando a ampliação dos atendimentos também são tomadas nas localidades. Em janeiro, foi prorrogado o atendimento de Dano Água em alguns escritórios ao longo do território devido à procura da população impactada.

Dano Geral

O atendimento nos municípios de São Mateus e Aracruz, no Espírito Santo, começou em janeiro. Para aumentar a produtividade e o fechamento de acordos de Dano Geral, a Fundação Renova reestruturou a liderança dos escritórios do PIM ao longo dos territórios.

Em dezembro de 2017, tiveram início os atendimentos nos escritórios volantes de Povoação, Regência e Mascarenhas e os atendimentos da pesca de subsistência em Linhares (ES).

Os escritórios de Aracruz e São Mateus, no Espírito Santo, foram abertos para atendimento e um escritório itinerante foi aberto em Baixo Guandu (ES), devido ao grande grupo de atingidos.

Para agilizar os processos, uma força tarefa foi realizada para atendimento em massa nos municípios de Linhares, Regência, Povoação, Aracruz, São Mateus, Baixo Guandu, no Espírito Santo e em São José Goiabal, Periquito, Ipatinga, Galileia e Rio Doce, em Minas Gerais. Os atendimentos em Povoação e Regência, no Espírito Santo, foram realizados também em Linhares (ES).

Além disso, um mutirão de atendimento, em conjunto com o Auxílio Financeiro, foi conduzido em Rio Doce (MG).

Dano Água
Os atingidos que já haviam sido inseridos no processo de indenização e que, por motivo de documentação faltante, não tiveram suas propostas encaminhadas, estão sendo acionados para solução das pendências.

Para propostas de indenizações aceitas, estão sendo providenciados pagamentos aos atingidos. Para isso, a equipe de auditoria realizou a verificação de documentos e rastreabilidade das informações do programa.

Dano Geral
O Comitê Interfederativo (CIF) determinou que a Fundação Renova deverá fornecer, principalmente para as populações vulneráveis atingidas, a assistência jurídica gratuita. Um plano de trabalho foi apresentado para atendimento a essa e outras exigências. Esclarecimentos a respeito dessa deliberação foram feitos para representantes da comunidade de Povoação, em Linhares (ES).

Foram realizados trabalhos em prol de indenizações de pesca, na região de Regência (ES). A comunidade de Povoação, em Linhares, solicitou à Renova a revisão dos valores propostos para indenização final dos atingidos na pesca. Esse pedido está sendo analisado.

Para aumentar a qualidade e a quantidade de atendimentos para indenizações, a Fundação Renova vem ampliando o quadro de atendentes e readequou o espaço de atendimento de Linhares (ES). Também foram implantados dois escritórios itinerante para atendimento ao longo do Rio Doce.

Para dar velocidade no ingresso de novos atingidos no programa de indenização, foi firmada parceria com a Caixa Econômica Federal para apoio na abertura de contas para as pessoas que não têm nenhuma conta bancária.
Em Barra Longa (MG), a Semana de Conciliação com o Poder Judiciário, realizada entre os dias 27 e 30 de novembro, resultou em algumas propostas finais de indenização, homologadas pelo judiciário.

Dano Água
A Fundação Renova realizou ação, com carros de som e ônibus itinerantes, para tirar dúvidas e esclarecer informações sobre o PIM Dano Água. A iniciativa também contou com atendimento nos pontos de maior movimento, que incluem os municípios de Colatina (ES) e Governador Valadares (MG).

Em 31 de outubro, as atividades nos escritórios itinerantes 1, 2, 4 e 5, localizados em Governador Valadares, foram encerradas com 100% de atendimento às populações atingidas do entorno.

Além disso, foi firmada parceria com o 8º Batalhão de Polícia Militar de Colatina para mutirão de agendamentos da população de difícil acesso aos escritórios do PIM.

Dano Geral
No dia 17 de outubro, a Fundação Renova se reuniu com as comunidades de Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado (MG), para definir questões sobre os atendimentos de Pesca e Faiscadores. Os encontros contaram com a presença da Comissão dos Atingidos de Rio Doce, da Assessoria Técnica e do Ministério Público Estadual e Federal.

A equipe também continuou a elaboração das propostas de indenização final para os atingidos da pesca.

Foram realizadas também apresentações de propostas de indenizações aos atingidos que possuem comércios relacionados ao turismo de Regência e Povoação (ES).

Início do Programa de Desenvolvimento Profissional para os colaboradores terceirizados. Idealizado pelo escritório de Alpercata (MG), o programa visa contribuir para o gerenciamento da carreira dos integrantes das equipes, como também prepará-los para o mercado de trabalho.

Em Governador Valadares, o escritório itinerante 6 (com equipe vinda dos escritórios 3 e 5) foi inaugurado próximo ao shopping, no centro. O objetivo é aproximar o atendimento das pessoas residentes na região central.

• Dano Água:
Foram realizadas reuniões de alinhamento e apresentação do PIM em duas cidades: em Resplendor (MG) e Naque (MG), com os prefeitos e vereadores. Em Periquito (MG), foi conduzida uma audiência pública para esclarecer para a população que Periquito Sede não entra no programa por ser abastecida pelo córrego Tavares.

Em setembro, foram iniciados os atendimentos de Dano Água no município de Naque e São Vítor, distrito de Governador Valadares (MG), atingidos pelo rompimento e oficializados através de ofícios das autarquias que os abastecem.

Foi realizada uma força-tarefa para auditar os processos que constam maiores de 18 anos (sem homologação) com o objetivo de garantir o prazo de pagamento de até 90 dias estipulado pelo Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC).

Com objetivo de alertar a população a respeito do encerramento do cadastro para o PIM Água, novas estratégias de divulgação foram adotadas nos municípios com escritórios de Dano Água. Carros de som tiraram dúvidas e forneceram informações sobre o tema junto à população e realizaram atendimento nos pontos de maior movimento dos municípios.

• Dano Geral:
As propostas de indenização para atingidos nas áreas de turismo (ES), comércio (MG) e agricultura, nos dois estados, foram aceitas. Os pescadores profissionais ativos continuam recebendo os pagamentos das antecipações de indenização. Foram realizadas reuniões de precificação e construção coletiva da política da pesca com representantes das comunidades pesqueira (associações e colônias de pescas) nas regiões continental, estuarina e marinha.

Mapeamento dos advogados com números relevantes de ações na justiça para convidá-los a comparecer com os seus clientes nas reuniões e dar maior agilidade nas tratativas dos processos.
Priorização dos casos de pessoas falecidas com orientação para as famílias dos atingidos sobre o processo de inventário que, após designado o inventariante, possam ingressar no PIM.

Reuniões com o Instituto de Reforma Agrária (Incra) trataram da comprovação de residência e/ou posse de terra de atingidos que vivem em assentamentos. Foi repassado que há possibilidade de impressão da comprovação de posse de terra no site do órgão.

Treinamento com a equipe do Jurídico da Samarco sobre o Programa de Indenização Mediada (PIM) visando futuros projetos de indenizações. Com a participação da equipe de atendimento de Governador Valadares (MG), também foram realizados treinamentos sobre o dano da água e indenização de pescadores nos Centros de Informação e Atendimento da região, que vai de São José do Goiabal (MG) à Regência (ES).

• Dano Água:
Foram realizadas reuniões de alinhamento e apresentação do PIM em duas cidades: Governador Valadares (MG), com a participação de profissionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Polícia Militar (PMMG), Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), prefeito e vereadores; e Naque (MG), onde participaram o prefeito, vereadores, representantes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e da Polícia Militar (PMMG). Em Periquito (MG), foi conduzida uma audiência pública para esclarecimentos gerais sobre o programa.

Em Governador Valadares (MG), devido à alta porcentagem de pessoas atendidas, o escritório itinerante do bairro Santa Rita foi desmobilizado e a equipe dividida entre o escritório móvel, na região central da cidade, e o escritório itinerante do bairro Sir. O objetivo é aproximar o atendimento e os moradores das regiões periféricas da cidade. No escritório móvel é possível esclarecer dúvidas sobre o PIM e também fazer agendamentos para a realização dos acordos.

Revisão e divulgação da matriz de documentação exigida para ingresso no PIM. Os programas de diálogo e comunicação estão trabalhando, junto com a equipe deste programa na elaboração de estratégias para ampliar a divulgação do PIM em Governador Valadares.

Para homologar os processos de ressarcimento e indenização, foi instalado no Tribunal de Justiça de Governador Valadares um Posto Avançado de Autocomposição (PAA), com inauguração prevista para setembro. Além disso, após levantamento, foram identificados os casos de pagamento dos atingidos pelo rompimento entraram com ação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e/ou Processos Eletrônicos (PJE), após fazer acordo com a Fundação Renova.

• Dano Geral:
Propostas de indenização final para atingidos no turismo (ES), comércio (MG) e agricultura, nos dois estados, foram apresentadas em agosto. Os pescadores profissionais ativos seguem recebendo os pagamentos das antecipações de indenização. Foram realizadas reuniões de precificação e construção coletiva da política da pesca com representantes das comunidades pesqueiras (associações e colônias de pescas) nas regiões continental, estuarina e marinha.

• Dano Água:
Foram realizados plantões sociais e reunião com autoridades nos distritos de Naque e Periquito (MG) para esclarecer dúvidas relativas ao processo indenizatório do PIM Dano Água. Foram realizadas também reuniões informativas sobre o PIM com o Asilo Recanto da Dignidade, em Resplendor (MG), e com as Prefeituras Municipais de Resplendor, Caratinga e Itueta (MG).

Com a Associação de Pesca do Rio Doce (Aperdoce), a reunião teve a intenção de reapresentar o Programa de Indenização Mediada Dano Água e Dano Geral e entender o posicionamento dos membros da associação a respeito da não adesão da antecipação.

Em Governador Valadares (MG), uma reunião com a direção do SAAE tratou de procedimentos internos para atender um número maior da população. Além disso, um plano de ação integrado, com foco na ampliação dos atendimentos em bairros ainda não contemplados, foi elaborado pela equipe do PIM.

• Dano Geral:
Foram realizados atendimentos de antecipação de indenização para pescadores de Linhares, Baixo Guandu, Colatina e Barra do Riacho, no Espírito Santo e Aimorés, em Minas Gerais. Além disso, foram feitos atendimentos para reuniões iniciais com os agricultores de Aimorés e Baixo Guandu.

Foram realizadas também reuniões com o líder da Colônia e Associação de Pesca de Baixo Guandu, com o líder da Associação de Pesca de Aimorés e com os representantes da Comunidade de Mauá (MG).

As equipes Dano Água, Dano Geral e Diálogo Social se reuniram também com as comunidades de Itueta e Pedra Corrida, distrito de Periquito (MG), para esclarecimentos e disseminação de informações sobre o início do processo de pagamento da antecipação de pesca.

• Dano de Água:
Em junho, foram realizadas reuniões para apresentação e alinhamento de ações do PIM Danos Água. O diretor do SAAE de Galileia (MG) e os juízes das comarcas de Resplendor (MG) e Conselheiro Pena (MG) receberam a equipe da Fundação para reuniões de apresentação do programa. Também aconteceram encontros com membros das unidades locais da OAB das duas cidades. Ainda em Resplendor (MG), a equipe do programa participou de entrevista em uma rádio local. Na cidade de Periquito (MG), os colaboradores da Fundação Renova estiveram reunidos com o prefeito, vereadores e membros do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). A Renova também participou de uma Audiência Pública na localidade.

Em Governador Valadares (MG), ocorreram encontros com a coordenação do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e a Secretaria Municipal de Saúde para desenvolvimento de procedimentos de comprovação de residência dos impactados, via Assistência Social. Também houve encontro com o defensor público Rodrigo Silva, para alinhamento das ações do PIM no município. Foi realizada reunião entre representantes do programa e da Copasa, de Ipatinga (MG), para levantamento de evidências de dano de água na cidade de Naque.

Durante o período, foi construída e divulgada uma nova revisão da matriz de documentação, necessária para ingresso no Programa de Indenização Mediada (PIM), e fundamental para a comprovação do dano.

• Dano Geral:
O período foi marcado por atendimentos destinados à antecipação de indenização para pescadores, especialmente no Espírito Santo. Foi realizado pagamento de indenizações em Regência, Povoação, Baixo Guandu e Colatina. Para nortear alguns pagamentos, a Fundação Renova realizou reuniões com lideranças da Associação de Pescadores de Regência, em que foram estabelecidos preços de indenizações.

A equipe de Ressarcimento e Indenização se reuniu com os colegas do Programa de Auxílio Financeiro nas localidades de Regência e Povoação, onde realizaram atendimentos. Novos cartões de auxílio emergencial foram cedidos aos pescadores que se enquadravam nos critérios de elegibilidade. Em Regência, foi assinado o Termo de Reconhecimento de Embarcação, que possibilita a antecipação de indenização para proprietários de embarcação. Também foi realizada a marcação de barcos de pesca, juntamente com membros da comunidade pesqueira local.

O programa também apresentou a proposta final para indenização de impactados no setor de turismo da região da foz do Rio Doce.

O Programa de Indenização Mediada (PIM) relacionado à interrupção no abastecimento e na distribuição de água registrou, em maio, 86.845 propostas geradas em Minas Gerais e 51.214 no Espírito Santo, totalizando um acumulado de 138.059 nos dois estados. No mesmo período, 82.077 impactados aceitaram a proposta de indenização em Minas e 47.087 no Espírito Santo. Foram realizados 30.801 e 14.119 pagamentos indenizatórios, respectivamente.

No período, teve início o atendimento aos impactados nos novos escritórios localizados em Cachoeira Escura, Pedra Corrida (MG) e em Colatina (ES).

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), de Colatina, inaugurado em abril, julgou as primeiras homologações de acordos de pagamentos de indenizações envolvendo menores de idade.

Em relação aos danos gerais, 96 pessoas, sendo 57 em Minas Gerais e 39 no Espírito Santo, aceitaram participar do PIM em maio. O pagamento terá início em escala, a partir das definições da metodologia para indenização caso a caso. No mesmo período, foram antecipados os pagamentos de indenizações para 71 pessoas no Espirito Santo, sendo 27 pescadores e 44 profissionais do turismo para mitigar os impactos sociais e econômicos, enquanto as políticas indenizatórias estão sendo elaboradas. Em Minas, foram antecipados os pagamentos para 15 areeiros impactados.

Realizado encontro para definição de critérios de indenização para danos relacionados à pesca com associação de pescadores e integrantes da colônia de pesca em Baixo Guandu (ES) e Aimorés (MG). Também houve reunião com integrantes da Colônia de Pesca Z19, do Leste Mineiro - organização formal de pescadores profissionais de diferentes localidades no entorno de Governador Valadares - para formatação de proposta de indenização.

Iniciada a operação assistida de areais de Governador Valadares e Aimorés para que a Fundação Renova obtenha cenários sobre a produção de areia antes do rompimento da barragem de Fundão, no momento atual e sobre as perspectivas para o futuro. Essa operação oferecerá parâmetros para a construção da metodologia de indenização final.

O Programa de Indenização Mediada relacionado à interrupção no abastecimento e na distribuição de água registrou, em abril de 2017, 15.737 beneficiários com propostas geradas em Governador Valadares (MG) e em Colatina (ES), chegando a um total de 110.252.

No mesmo período, 25.300 impactados aceitaram a proposta de indenização. É importante ressaltar que as propostas aceitas nesse período foram geradas em etapas e meses anteriores. Por isso, a diferença entre o número de aceitas e o de geradas. Foram realizados 4.657 pagamentos indenizatórios para o dano referente à interrupção e abastecimento da água.

Em Colatina (ES), está em andamento o processo de ampliação do horário de atendimento nos escritórios 1 e 2.

No dia 26 de abril, o Poder Judiciário do Espírito Santo inaugurou o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), de Colatina. Essa demanda partiu da Fundação Renova e tem o objetivo de atender às homologações de acordos de pagamento de indenização envolvendo menores de idade e interditados.

Em relação aos danos gerais, foi contratada assessoria técnica para atestar a capacidade de produção dos areais na foz do Rio Doce. Além disso, foram iniciadas as reuniões técnicas com especialistas da pesca para definir os parâmetros para indenização dos pescadores ao longo do Rio Doce e foz. As localidades de Regência, Povoação, Baixo Guandu e Aimorés já sediaram essas reuniões.

Sobre o Programa de Indenização Mediada relacionado à interrupção no abastecimento e na distribuição de água, em março de 2017, 23.593 beneficiários tiveram propostas geradas, sendo 12.844 em Governador Valadares (MG) e 10.749 em Colatina (ES). No mesmo período, 21.002 impactados aceitaram a proposta de indenização. Ao todo, 94.515 beneficiários tiveram propostas geradas, sendo 59.481 em Governador Valadares (MG) e 35.034 em Colatina (ES). 62.181 impactados aceitaram a proposta de indenização.

Iniciado o projeto piloto da reunião única em escritório de Governador Valadares e de Colatina para otimizar os atendimentos de dano de água, visando o aumento da capacidade de atendimento à população e redução no tempo de pagamento ao impactado. Ao todo, 2.100 beneficiários foram atendidos e 2.500 atendimentos foram agendados, devido à paralisação da Polícia Militar do Espírito Santo.

Foram realizadas também novas reuniões com o poder judiciário de Vitória e Colatina (ES) para definir a tratativa dos processos das homologações dos menores.

Em relação aos danos gerais, foi realizada reunião comunitária para a definição dos critérios das indenizações do setor turístico em Regência e Povoação, no Espírito Santo. Em Linhares (ES), também foi realizada reunião com o mesmo objetivo, que contou com a participação da Secretaria de Turismo Cultura Esporte e Lazer, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Urbano e Secretaria de Meio Ambiente, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Câmara dos Dirigentes Lojistas. O município de Linhares possui 15 atendimentos do setor de turismo em andamento.

No mês de março, foi aberto um escritório em Rio Doce (MG) e houve interlocução com a colônia de pesca de Linhares e as associações de pesca de Regência e Povoação (ES).

Até fevereiro de 2017, 70.922 beneficiários tiveram propostas de ressarcimento e indenização geradas, sendo 46.637 em Governador Valadares (MG) e 24.285 em Colatina (ES). Ao todo, 41.179 beneficiários impactados aceitaram o acordo.

O pagamento indenizatório por Dano Moral da Água foi feito para 20.588 beneficiários, no acumulado até fevereiro de 2017, sendo, 12.859 em Governador Valadares (MG) e 7.729 em Colatina (ES).

Clientes e empresários do setor de extração de areia de Governador Valadares (MG) participaram de workshop promovido pela Fundação Renova para identificar possíveis alterações do produto decorrente do rompimento da barragem de Fundão.

Até janeiro de 2017, 54.815 beneficiários tiveram propostas de ressarcimento e indenização geradas pela Fundação Renova, sendo 35.849 em Governador Valadares (MG) e 18.966 em Colatina (ES). Ao todo, 30.862 dos beneficiários impactados aceitaram o acordo.

O pagamento indenizatório por Dano Moral da Água foi feito para 7.939 beneficiários, no acumulado até janeiro de 2017, sendo, 4.755 em Governador Valadares (MG) e 3.184 em Colatina (ES).

Iniciado as negociações definitivas das indenizações por Danos Gerais em Barra Longa (MG) e Linhares (ES). Antecipado pagamento das indenizações de Danos Gerais em Linhares e Governador Valadares (areeiros).

Em 2016, 28.711 beneficiários tiveram propostas de ressarcimento e indenização geradas pela Fundação Renova, sendo 19.618 Governador Valadares (MG) e 9.093 em Colatina (ES). Ao todo, 13.179 impactados aceitaram o acordo. Já o pagamento indenizatório por Dano Moral da Água foi feito para 2.639 beneficiários, em 2016, sendo, 1.202 em Governador Valadares (MG) e 1.437 em Colatina (ES). Por fim, foi iniciado o atendimento para o processo de Indenização Mediada por Danos Gerais em Linhares (ES) e, também, para o para o grupo de areeiros de Governador Valadares (MG).

Foram instalados escritórios itinerantes em Governador Valadares (MG) para atendimento ao público e escritório de atendimento aos advogados que possuem causas contra a Samarco por dano moral por falta de abastecimento de água. Foram iniciados também os atendimentos nos escritórios fixos de Colatina (ES). Ao todo, foram entregues 927 cartões indenizatórios, sendo 495 em Governador Valadares e 432 em Colatina.

Foram emitidos os primeiros cartões benefícios de Dano Moral de Água e teve início o atendimento aos impactados no município de Governador Valadares (MG). Foi realizada também a capacitação da equipe responsável pelo atendimento no 0800, além da contratação e do treinamento de pessoas locais para trabalhar nos escritórios de Dano de Água criados pela Fundação Renova.

Foram realizadas nove audiências públicas para esclarecimentos do Programa de Indenização Mediada (PIM) para moradores de cidades de Minas Gerais e do Espírito Santo no mês de setembro de 2016. Durante o período, também foi realizada reunião de devolutiva sobre a matriz de danos com comerciantes mineiros e a revisão dos critérios para indenização agropecuária junto a entidades como Emater e Incaper.


Compartilhar:

Fotos e vídeos do programa

Tenha acesso a fotos e vídeos sobre este programa da Fundação Renova.

Notícias sobre o programa

Acesse aqui todas as notícias relacionadas a este programa da Fundação Renova.

31 comentários

    Até agora nada. Só promessa

    ola sou adriano antonio domingos estou esperando vcs para indenizações e ate hoje eu ja estou cansado de pessoa mim cobrar e nao ter como pagar devo muito quando eu montei meu negocio fiz muitas dividas mas eu pagava certinho depois que tive que fechar meu negócio nao deu mas para pagar entao eles estao mim cobrando juros e alto vcs dis que nao precisava de colocar na justiça que vcs iria pagar mas ate hoje nada minhas conta esta tudo parada ainda corro risco de perder meu carro o único que tem para faser algum trabalho eu preciso no macimo ate final do mes para vcs resolver o meu poblemas si nao eu vou proucurar a justica vou provar que que eu esto devendo muito e ai vcs estao ferrado quando mim pagarem nao vai dar pra pagar ninhem seja umilde vem mim proucurar tem filho para tratar tenho contas para pagar quem eu devo ja eztaperdendo a paciência posso dizer que estou nos último suspiro

    Olá, Adriano. Estamos trabalhando para reparar aqueles que têm direito à compensação financeira. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Olá Fundacaorenova

    Convido você para o mega evento de lançamento da Plataforma Builderall 3.0, maior plataforma de marketing digital do mundo.
    O evento será transmitido pela internet e terá a audiência de mais de 100 mil pessoas.
    Não perca! Será de grande proveito para você ou para alavancar a sua emprea de forma efetiva.
    O convite é gratuito!
    Garanta sua senha cadastrando-se pelo link abaixo ou envie whatsapp para 11 95001-1510

    https://builderallbr30.builderallconection.com

    Grata pela atenção!

    Marina

    olha bem eu estou esperando o melhor coisa né eu tenho câncer eu preciso muito eu queria que vocês pudessem olhar para mim nome de Jesus me ajudasse porque moro em baixo não estou passando fome estou com aluguel atrasado peço vocês vocês não me atende olha para mim por favor

    Olá, Risonira. Estamos trabalhando para que todos os atingidos sejam indenizados e tenham suas perdas reparadas. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Só promessas todas as ligações as mesmas palavras. Ninguém esclarece nada. Pessoas que nem foram atingidas estão sendo indenização, injustiças com nós da classe baixa. Desdeixo com a sociedade Atingidas.

    Eu pergunto vc esta olhando meu caso e cgravi estou esperando uma resposta estou passando muita necessidade meu plobena e crave estou doente sou portadora de um câncer agora dia dezoito vou precisar de passa por procedimentos médicos para ver se posso fazer outra serugia ou fazer uma raditerapia min ajudar pago aluguel eu preciso muito por favor min ajudar não tenho nada pra comer tenho dois filhos menores de idade tem que pedi na rua pra sobreviver ninguém dá um ceviso um pressão doente não vcs podem min ajudar por favor eu espero que vc min responder

    Olá, Risonira. Entendemos a sua posição e garantimos que estamos trabalhando para que todos os atingidos sejam indenizados e tenham suas perdas reparadas. Como orientamos, todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Só Deus pra ter misericórdia de nós atingidos pelo mar de lama. Prq se depender da Samarco e a renova. Estamos na lama outra vez, triste mais de 3 anos até hj enrolando nos com essa indenização que não resolve. Ligamos pra eles vem com a msm história. Só Jesus na causa.

    Só Deus pra ter misericórdia de nós atingidos pelo mar de lama. Prq se depender da Samarco e a renova. Estamos na lama outra vez, triste mais de 3 anos até hj enrolando nos com essa indenização que não resolve. Ligamos pra eles vem com a msm história. Só Jesus na causa.

    Olá, Eri. Estamos trabalhando para que todos os atingidos sejam indenizados e tenham suas perdas reparadas. As diretrizes do PIM estão em conformidade com o Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC) e levam em conta as necessidades e demandas de cada atingido. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre os processos de indenização são fornecidas por meio de nossos canais de relacionamento: telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da região onde você vive e também pelo Fale Conosco: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco. Salientamos que os programas previstos para os atingidos serão conduzidos, incluindo os pagamentos de indenizações, até quando for necessário.

    Meu nome é José Ricardo Soares de Oliveira vcs me ligaram em 17 de agosto de 2018 me tornando elegível,pediram de 20 a 60 dias para depositarem meu auxílio financeiro e nada disso foi feito,agora já faz um ano Eva enganação de vcs cmg e várias pessoas q estão elegíveis continua,vcs nem sequer nos dão uma resposta do que aconteceu e isso porque já sou elegível.Espero uma resposta pelo menos quando vcs vao me pagar.

    Espero que me respondam e me liguem,pelo menos isso.

    Olá, José. Estamos trabalhando para reparar todos aqueles que têm direito à compensação financeira. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre o seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Olá estou esperando para pagamento das indenizaçao,e até hoje nada,que dia que a vale que e uma empresa milionária que vai repara a todos os atingidos,isso e uma falta de respeito com as pessoas que estão sofrendo.

    Olá, Fagner. Estamos trabalhando para reparar todos aqueles que têm direito à compensação financeira. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre o seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Boa tarde venho aqui pedir mais uma vez que Os responsáveis pela tragédia da nossa única fonte de água etc…
    Que estamos dependendo de suas boas vontades pelo menos sejam bem claros com a sociedade atingidas, esclareça de uma vez por todas, não deixa o povo mais indiguinadas mais do que já estamos, da um parecer pra todos, nós não estamos pedindo favor a vcs da Samarco e vale. Esse são nossos direitos que fomos atingidos diretamente por vcs. Espero que vcs dê uma solução mais rápida e esclareça realmente o que está acontecendo. Já não aguentamos mais esperando mais de 3 anos e até agora as mesmas palavras vcs ficam enganando o povo empurrando v a barriga a sociedade merecem explicacoes.
    Vcs não sabem a necessidade de nosso rio pra nós. Essa indenização pra vcs são mais valiosas que nossas vidas? Pagam o que vcs prometeram no papel pelo menos isso. Espero seus retornos.

    Olá, Beto. A Fundação Renova não existia quando houve o rompimento da barragem de Fundão e não somos uma mineradora. O trabalho que desenvolvemos não tem a ver com atividade minerária, e sim com a reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana. Quanto à indenização, estamos trabalhando para reparar todos aqueles que têm direito à compensação financeira. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre o seu processo são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento, uma vez que prezamos pela confidencialidade das informações dos atingidos, que são sigilosas e não podem ser informadas em redes sociais públicas. Entre em contato pelo telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco.

    Tá deficio vamos faser uma manifestação broquiar a estrada de ferro Vitória a minas aqui na cidade de Tumiritinga mg no dia 3 de novembro meu nome é Adilson moro em Tumiritinga mg ate hoje não recebi indenização nem auxílio financeiro to passando por toda vez que eu liga na central de atendimento a mesma coisa seu cadastro ja fui finalizado e precisa de mas verifiquacao todos ves

    Tá deficio vamos faser uma manifestação broquiar a estrada de ferro Vitória a minas aqui na cidade de Tumiritinga mg no dia 3 de novembro meu nome é Adilson moro em Tumiritinga mg ate hoje não recebi indenização nem auxílio financeiro to passando por toda vez que eu liga na central de atendimento a mesma coisa seu cadastro ja fui finalizado e precisa de mas verifiquacao todos ves quero respostas da fundação renova

    Olá, Adilsonmartins. Nós compreendemos as considerações feitas e estamos trabalhando ativamente para tornar o retorno aos seus questionamentos mais eficaz e rápido. Cabe à Fundação Renova ouvir, entender essa percepção e se empenhar para melhorar o seu processo de relacionamento. É papel dos Canais de Atendimento te acolher e eles estão à disposição para que você possa registrar suas demandas e acompanhar o tratamento de suas solicitações por meio de um histórico gerado pelos números de protocolo. Por isso, pedimos que entre em contato por do telefone 0800 031 2303 ou compareça ao Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região. Você também pode enviar dúvidas e pedidos de informações pelo Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/.

    Boa tarde meu nome é Adilson moro em Tumiritinga mg to passando por necessidade alimentos agua e outro to esperando o meu auxílio financeiro e indenização e ate hoje não recebi indenização nem auxílio financeiro to passando por necessidade alimentos agua e outro to esperando toda vez que eu liga na central 08000312303 so over as mesmas coisas seu cadastro ja fui finalizado e precisa de e precisa de mas verifiquacao seu auxílio financeiro ta em análise vamos broquiar a estrada de ferro Vitória a minas no dia 03 de novembro mim liga o mas rápido possível to passando por necessidade alimentos agua banco Itaú agência 5795 conta 079697 conta corrente Adilson martins de Souza sim tiver ai agrem quer possa mim ajuda pra eu comprar alimentação pode deposita nesta conta Deus abençoe to esperando o meu auxílio financeiro e indenização sem nada em casa pra comer

    A fundacao renova fika enrrolando a gent ate destirem mais n desistem vao no foram e abra uma acao contra eles eu tambem ja to canssada d espera eles tem prazo e tanta gent q n perdeu nd e recebeu e a gent que perdeu aki na merda por incompetencia

    Nossa e preciso de resposta pq no cadastro da minha vó disse que passou para fase 2 mais são quantas fase? E quantos dias depois da solicitação de cadastro ser aceita vc vai fazer a ligação do registro da familia
    #para fica mais fácil para mim entra em contato
    #nome da minha vó joildes costa rosenio
    #027998986941

    Olá meu nome er Poliana e li a matéria sobre a nova indenização do q tem muita gente q não tem o msm número de contato q colocaram no cadastro como vcs. Vão entrar em contato com elas

    Olá, Poli. Para saber sobre o processo de indenização, orientamos que entre em contato conosco por meio dos canais de relacionamento: telefone 0800 031 2303, pessoalmente no Centro de Informação e Atendimento (CIA) e/ou no Centro de Indenização Mediada (CIM) mais próximo da região onde reside ou no Portal do Usuário, mediante acesso com login e senha, por meio do site: https://www.fundacaorenova.org/portal/.

    minha familha que são quatro crianças menores de 10 anos e três adultos … moradores de Galiléia minas gerais …
    estão passando pelo discaso e a incompetência por parte dessa fundação … gostaria de saber quando será pago a indenização que é decretado por lei e que vejo que várias familhas estão sendo pagas …mesmo aquelas que não foram impactadas … apesar de que todas as pessoas moradoras de Galiléia teria que ser indenizadas .. vejo que pessoas que tem carteira de pesca amadora está recebendo a muito tempo e minha familha como fica … pesso aos senhores responsáveis dessa fundaça uma posição pois não aguentamos mais tanto discaso … quando aos moradores de Galiléia todos deveriam ser indenizados pois fui criado em Galiléia nos tempos difíceis me lembro que quando precisávamos era só ir ao rio pegar uns peixinhos e lá trocava por uma sacola de arroz , feijão , e assim não morria de fome pois um lugar pequeno com pouca renda não era para estar passando por mais esse discaso pois enquanto alguns recebem muito outros ficam sem nada … é uma injustiça que estão fazendo com meus familiares e algumas outras famílias …já não basta os prefeitos corruptos agora mais essa muitos estão metendo a mão no dinheiro alheio e o meu povo sofrendo com o desimprego nessa merda de Galiléia …
    o número do processo que vou consultar é 031-010-001-025-p-a-1 … não está dando em nada … revisem esse processo e não me deixem sem resposta … pois meu povo não que indenização milionária mais sim o que tem direito … engravatados desalmados .

    Olá, Roberto. Estamos trabalhando para que a reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Mariana cheguem às pessoas e comunidades de Minas Gerais e do Espírito Santo que foram atingidas. As políticas do Programa de Indenização Mediada (PIM) são construídas coletivamente e levando em consideração as necessidades e particularidades dos atingidos. Todas as informações e o esclarecimento de dúvidas sobre indenização são fornecidas por meio dos nossos Canais de Relacionamento: telefone 0800 031 2303, no Centro de Informações e Atendimento (CIA) da sua região e também no Fale Conosco, em nosso site: https://www.fundacaorenova.org/fale-conosco/. Mantemos nosso compromisso na condução dos programas previstos para os atingidos, incluindo os pagamentos de indenizações, enquanto for necessário.

    como sempre inventam um meio de retirar dinheiro do povo … com políticas e burocracia como por exemplo essa fundação renova … que não dá uma posição positiva aos que esperam por essas indenizações que só favorece a eles mesmos … parabéns esse é meu Brasil cheio de corrupção e falcatruas que acaba com os necessitados por ajuda … a indignação está nos semblantes do meu povo e se eles não se unirem o nosso Brasil nunca vai mudar ! lembrem se juntos somos milhões nessa grande nação chamado de Brasil que diz ser um país de todos … mas não é nada disso é só um grande pais para poucos privilegiado !

Deixe seu comentário